(02.10.2019) A Polícia Civil e o Instituto Geral de Perícias (IGP) atuaram juntos na operação Nobreak, deflagrada nesta quarta-feira (02) pela PC. A ação visa combater a “CIBERPEDOFILIA”, que é o crime de pedofilia praticado na internet.  O trabalho foi realizado por meio da Delegacia de Proteção à Criança (DPCAMI- Curitibanos) com o apoio da DIC- Curitibanos, DEIPC/SC e especialistas do IGP de Lages e Curitibanos.

Os policiais cumpriram um mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça. Um homem de 52 anos também foi preso por posse ilegal de arma de fogo – ele foi liberado após pagamento de fiança. De acordo com a Delegada Regional de Polícia de Curitibanos, Roxane Favero Pereira Venturi, as investigações apontavam que o crime de pedofilia estava acontecendo pela internet, com suspeita de arquivos envolvendo pornografia infantil.

A perícia do IGP realizou pré-análise nos Notbooks dos suspeitos e constatou a presença de conteúdo relacionando a pornografia infantil.  Todos os aparelhos eletrônicos apreendidos foram encaminhados ao IGP.

Texto e fotos: Assessoria de Comunicação Polícia Civil/IGP

GOVERNO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA

Avenida Governador Ivo Silveira, nº  1521
Capoeiras  - Florianópolis-SC  - CEP: 88.085-000.

Atendimento ao Público: 13h às 19h.

 Fone: (48) 3665-8100 - Email: direcaogeral@ssp.sc.gov.br

2019 SSP/SC. Desenvolvido por DTI - Divisão de Tecnologia da Informação

Search