Logo Fundo preto

 

(06.08.2019) A Polícia Civil, através da Delegacia de Polícia da Comarca de Imbituba, esclareceu na manhã desta terça-feira (06) o assassinato de uma mulher de 24 anos, morta com requintes de crueldade. Foram cumpridos seis mandados de prisão preventiva. O crime ocorreu no dia 9 de abril quando a família da vítima registrou a ocorrência de desaparecimento. O corpo foi encontrado nas proximidades do aterro sanitário da Divineia, em Imbituba, local onde atearam fogo no cadáver. Sete pessoas são acusadas de envolvimento, entre elas o marido e o cunhado da mulher.

De acordo com o delegado Juliano Baesso, que preside o Inquérito Policial, o crime foi encomendado pelo marido, que se encontra cumprindo pena pelo crime de tráfico de drogas na Penitenciária Sul de Criciúma e pelo cunhado, que recentemente foi condenado pelos crimes de tráfico de drogas e organização criminosa;. Dos sete envolvidos, o cunhado é o único que se encontra foragido. Os demais já estão presos.

As investigações indicaram que a vítima teria sido atraída para uma residência de propriedade do cunhado. Lá ela foi torturada e assassinada, sendo que pelo menos outras cinco pessoas (além dos mandantes) teriam participado do crime. Os envolvidos também são suspeitos de alterar a cena do crime, inclusive simulando uma reforma na residência com o objetivo de dificultar o trabalho investigativo.

Dos sete mandados, apenas um não foi cumprido, o do cunhado da vítima que encontra-se foragido. Os demais vão responder pela prática dos crimes de homicídio quadruplamente qualificado (motivo fútil, meio cruel/tortura, premeditação/dissimulação e feminicídio), fraude processual majorada e destruição/ocultação de cadáver.

 

Texto e arte: Assessoria de Comunicação Polícia Civil

 

GOVERNO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA

Avenida Governador Ivo Silveira, nº  1521
Capoeiras  - Florianópolis-SC  - CEP: 88.085-000.

Atendimento ao Público: 13h às 19h.

 Fone: (48) 3665-8100 - Email: direcaogeral@ssp.sc.gov.br

2019 SSP/SC. Desenvolvido por DTI - Divisão de Tecnologia da Informação

Search