(26.06.2019) Começou na última segunda-feira, 24 e vai até a próxima sexta-feira 28, o Curso de Intervenções em Áreas Deslizadas, realizado no Centro de Referência em Desastres Urbanos do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC), na cidade de Xanxerê e pela primeira vez participantes internacionais realizam a certificação no estado.

 

25 06 ForçaTarefa2

 

O CBMSC é referência nacional em atendimentos de situações extremas e é acionado para atuação em diversos estados, como foi o caso de Brumadinho/MG. Também é tradição que a corporação receba militares de outras regiões para aperfeiçoamento na corporação catarinense.

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) comprova a referência internacional em atendimentos de situações extremas, com a participação inédita de bombeiros argentinos, da Província de Misiones, em um curso da corporação.

“Os deslizamentos são os mais mortais dos desastres que afetam Santa Catarina e há uma grande demanda para esse curso, tanto para o fortalecimento dos nossos bombeiros militares, que atuam nas Forças-Tarefa, quanto para os militares de outros estados, que utilizam o nosso curso como referência. Nesta edição contamos, pela primeira vez, com dois oficiais bombeiros internacionais, da província de Misiones, Argentina, reforçando a nossa experiência e o destaque do CBMSC”, exalta o Tenente Coronel BM Walter Parizotto, comandante do 14º Batalhão Bombeiro Militar e responsável pelo curso.

 

Intervenção em Áreas Deslizadas
 

A atividade de deslizamentos, chamada de intervenção em áreas deslizadas, é a segunda atividade mais perigosa enfrentada pelo CBMSC, ficando atrás apenas do mergulho autônomo. Por isso o curso voltado para esta operação demanda bastante logística, equipamentos e os alunos participam de instruções durante o dia, a noite e também a madrugada, empregados durante 24 horas, sem descanso.

 

25 06 ForçaTarefa

 

O curso inicia com uma parte teórica, em que os alunos aprendem sobre a mecânica e fluidez do solo, além de geografia, topografia de rios, encostas, morros, ministrada por professores com mestrado na área.

Já na parte prática os alunos aprendem a manusear os equipamentos, acessórios e ferramentas necessárias, específicas para a atuação neste tipo de situação.

O símbolo do curso, o brevê, é o tatu, que simboliza um bombeiro militar preparado para atuar na lama, como é aplicado no curso, já que nestas situações os profissionais realizam intervenções neste tipo de solo.

 

25 06 ForçaTarefa3

 

Os profissionais argentinos estão surpresos com o conteúdo técnico do curso, inovador para eles, que hoje atuam com combate a incêndios, perícias e acidentes de trânsito. “Esse é um curso muito interessante, porque estamos aprendendo muitas coisas novas e trocando experiências tanto com os instrutores, quanto com os outros militares. Assim que retornarmos para nosso país vamos retransmitir todo o conhecimento e estas experiências aos nossos colegas”, disse o Oficial Subayudante Juan Manuel Galizzi, da División Bomberos UR2, da Província de Misiones.

 

Conheça mais sobre as Forças-Tarefa, clicando aqui.

 

Texto e fotos: Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina

 

GOVERNO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA

CENTRO ADMINISTRATIVO DA SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA DELEGADA DE POLÍCIA LÚCIA MARIA STEFANOVICH

Avenida Governador Ivo Silveira, nº  1521 - Capoeiras  - Florianópolis-SC  - CEP: 88.085-000.

Atendimento ao Público: 13h às 19h.

 Fone: (48) 3665-8100 - Email: direcaogeral@ssp.sc.gov.br

2019 SSP/SC. Desenvolvido por DTI - Divisão de Tecnologia da Informação

Search