(26.06.2019) Começou na última segunda-feira, 24 e vai até a próxima sexta-feira 28, o Curso de Intervenções em Áreas Deslizadas, realizado no Centro de Referência em Desastres Urbanos do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC), na cidade de Xanxerê e pela primeira vez participantes internacionais realizam a certificação no estado.

 

25 06 ForçaTarefa2

 

O CBMSC é referência nacional em atendimentos de situações extremas e é acionado para atuação em diversos estados, como foi o caso de Brumadinho/MG. Também é tradição que a corporação receba militares de outras regiões para aperfeiçoamento na corporação catarinense.

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) comprova a referência internacional em atendimentos de situações extremas, com a participação inédita de bombeiros argentinos, da Província de Misiones, em um curso da corporação.

“Os deslizamentos são os mais mortais dos desastres que afetam Santa Catarina e há uma grande demanda para esse curso, tanto para o fortalecimento dos nossos bombeiros militares, que atuam nas Forças-Tarefa, quanto para os militares de outros estados, que utilizam o nosso curso como referência. Nesta edição contamos, pela primeira vez, com dois oficiais bombeiros internacionais, da província de Misiones, Argentina, reforçando a nossa experiência e o destaque do CBMSC”, exalta o Tenente Coronel BM Walter Parizotto, comandante do 14º Batalhão Bombeiro Militar e responsável pelo curso.

 

Intervenção em Áreas Deslizadas
 

A atividade de deslizamentos, chamada de intervenção em áreas deslizadas, é a segunda atividade mais perigosa enfrentada pelo CBMSC, ficando atrás apenas do mergulho autônomo. Por isso o curso voltado para esta operação demanda bastante logística, equipamentos e os alunos participam de instruções durante o dia, a noite e também a madrugada, empregados durante 24 horas, sem descanso.

 

25 06 ForçaTarefa

 

O curso inicia com uma parte teórica, em que os alunos aprendem sobre a mecânica e fluidez do solo, além de geografia, topografia de rios, encostas, morros, ministrada por professores com mestrado na área.

Já na parte prática os alunos aprendem a manusear os equipamentos, acessórios e ferramentas necessárias, específicas para a atuação neste tipo de situação.

O símbolo do curso, o brevê, é o tatu, que simboliza um bombeiro militar preparado para atuar na lama, como é aplicado no curso, já que nestas situações os profissionais realizam intervenções neste tipo de solo.

 

25 06 ForçaTarefa3

 

Os profissionais argentinos estão surpresos com o conteúdo técnico do curso, inovador para eles, que hoje atuam com combate a incêndios, perícias e acidentes de trânsito. “Esse é um curso muito interessante, porque estamos aprendendo muitas coisas novas e trocando experiências tanto com os instrutores, quanto com os outros militares. Assim que retornarmos para nosso país vamos retransmitir todo o conhecimento e estas experiências aos nossos colegas”, disse o Oficial Subayudante Juan Manuel Galizzi, da División Bomberos UR2, da Província de Misiones.

 

Conheça mais sobre as Forças-Tarefa, clicando aqui.

 

Texto e fotos: Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina

 

GOVERNO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA

Avenida Governador Ivo Silveira, nº  1521
Capoeiras  - Florianópolis-SC  - CEP: 88.085-000.

Atendimento ao Público: 13h às 19h.

 Fone: (48) 3665-8100 - Email: gabinetesecretario@ssp.sc.gov.br

2019 SSP/SC. Desenvolvido por DTIC - Divisão de Tecnologia da Informação e Comunicações.

Search