O secretário da Segurança Pública, Alceu de Oliveira Pinto Júnior, apresentou a integrantes do Conselho Nacional do Ministério Público e ao sub-procurador-geral do MP-SC, Fábio de Souza Trajano, a redução dos indicadores de violência no Estados, obtidos a partir do início deste ano. O Número de homicídios caiu 20% entre 1º de janeiro e 19 de novembro. O mesmo aconteceu com os demais índices: latrocínios (-32%), lesão corporal seguida de morte (-31%), feminicídio (-18%), roubos (-31%), roubos de cargas (-25%), roubos de veículos (-25%), furtos (-17%), furtos de cargas (-22%), furtos de veículos (-24%) e roubos/furtos a instituições financeiras (-52%) e 26.849 presas ou apreendidas no mesmo período.

 Tanto Trajano como os representantes nacionais elogiaram a integração existente entre a segurança pública estadual, Ministério público e o Tribunal de Justiça. A realidade encontrada em Santa Catarina é muito diferente de alguns estados, assim como o emprego de tecnologia e o combate a facções, salientou o conselheiro presidente da Comissão do Sistema Prisional, Controle Externo da Atividade Policial e Segurança Pública (CSP), Dermeval Farias Gomes Filho.

 Os resultados foram obtidos, de acordo com o secretário, em decorrência de uma nova sistemática de trabalho adotada com a sua posse, em fevereiro deste ano. Numa análise de cenário feita em conjunto com os comandos das polícias Civil e Militar, foram fixados como focos os investimentos em inovação, inteligência e tecnologia com ações de curto, médio e longo prazos. Além de sufocamento das organizações criminosas, apreensão de drogas e armas e demonstração de força e controle.

 Para a área de inovação, foram definidas como prioridades a estadualização das forças de segurança, o redirecionamento de recursos, valorização e motivação do pessoal, aproximação dos comandos e a montagem do Plano Estadual de Segurança Pública – 2018/2028. Na de inteligência, centralização do gerenciamento de informações, fortalecimento e reaparelhamento das agências, compartilhamento e capilaridade bidimensional de informações e a valorização da comunidade de inteligência. 

No setor de tecnologia, a ênfase foi para integração das imagens privadas de videomonitoramento, programas de informação e análise, integração de bancos de dados, uso de câmeras individuais, gerenciamento de drones, sistema de oitiva flagrancial em áudio e vídeo e inquérito eletrônico, entre outros pontos.

 Além do Presidente Demerval e Vanessa Wendhausen, integravam a comitiva o Conselheiro Nacional do Ministério Público, Fábio Bastos Stica; o membro colaborador, Douglas Oldegardo Cavalheiro dos Santos; a Assessora-Chefe, Thays Rabelo da Costa, e a Assessora da Comissão, Bruna Larissa de Brito Monteiro. Da SSP também participaram o secretário-adjunto, Aldo Pinheiro D’Ávila, e os diretores Antonio Alexandre Kale (Informação e Inteligência), José Luiz Gonçalves da Silveira (Capacitação), Rogério Martins (Integração), Vanessa de Oliveira (Segurança Cidadã) e Eduardo Antonio Gomes da Rocha (Tecnologia da Informação).

 

  

GOVERNO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA

Avenida Governador Ivo Silveira, nº  1521
Capoeiras  - Florianópolis-SC  - CEP: 88.085-000.

Atendimento ao Público: 13h às 19h.

 Fone: (48) 3665-8100 - Email: gabinetesecretario@ssp.sc.gov.br

2018 SSP/SC. Desenvolvido por DTIC - Divisão de Tecnologia da Informação e Comunicações.

Search