Fotos: Jaqueline Noceti / Secom

Um acordo entre as autoridades estaduais e representantes regionais dos caminhoneiros, que realizam uma paralisação nacional há uma semana, permitiu que insumos sejam transportados para as fábricas de ração animal, permitindo a produção e evitando que haja mortalidade por inanição em Santa Catarina. A informação foi confirmada pelo comandante da Polícia Militar, coronel Araújo Gomes, durante coletiva de imprensa na tarde desta segunda-feira, 28, no Centro de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd), em Florianópolis.

O coronel também reconheceu a capacidade de compreensão dos caminhoneiros em questão ligadas à biossegurança e à sanidade animal em Santa Catarina, bem como no caso do transporte de itens necessários à saúde pública e ao abastecimento das força de segurança. "É um movimento capaz de flexibilizar suas condições em alguns aspectos, especialmente naquilo que são considerados itens humanitários", diz Araújo Gomes.



>>> Fotos na galeria

O secretário adjunto da Defesa Civil, Fabiano de Souza, por sua vez, disse que a tendência, caso a paralisação continue, é que a situação no Estado se agrave com o passar do tempo. Por conta disso, o diálogo sobre quais itens podem ser transportados terão de ser ampliados. 

TURISMO AINDA NÃO SENTIU IMPACTO

No caso do turismo, o secretário Tufi Michreff Neto afirmou que por enquanto não há impacto no setor por conta da paralisação. Ele citou dois eventos que ocorreram no Estado no fim de semana — o Ironman, em Florianópolis, e a feira BNT, em Itajaí — e disse que em ambos não houve problemas por conta do movimento dos caminhoneiros. Entre a noite de domingo e a madrugada desta segunda-feira, os aeroportos de Florianópolis, Navegantes e Joinville receberam combustível, o que permitirá que eles mantenham as suas operações pelo menos até o começo da quarta-feira. 

A preocupação fica agora com o feriado de Corpus Christi e a chegada dos turistas. Por conta disso, o acompanhamento da pasta sobre os rumos da paralisação será diário. No caso de Lages, a Festa do Pinhão, que atrai turistas de todo o país, está mantida.

"Por enquanto, ainda não sentimos nenhum efeito. Há certa estabilidade. A Festa do Pinhão e todas as suas atrações nacionais estão mantidas", diz Michreff Neto.

GOVERNO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA

Avenida Governador Ivo Silveira, nº  1521
Capoeiras  - Florianópolis-SC  - CEP: 88.085-000.

Atendimento ao Público: 13h às 19h.

 Fone: (48) 3665-8100 - Email: gabinetesecretario@ssp.sc.gov.br

2018 SSP/SC. Desenvolvido por DTIC - Divisão de Tecnologia da Informação e Comunicações.

Search