Ao completar 183 anos, a Polícia Militar de Santa Catarina recebe mais um grande avanço, em uma iniciativa inédita na Segurança Pública do Estado. Os policiais contarão com câmeras portáteis fixadas nos uniformes, o que vai aumentar a transparência das ações dos profissionais e melhorar a proximidade entre o policial e o cidadão. A tecnologia vai monitorar toda a atividade durante uma ocorrência.

 

Para isso, o Governo do Estado e o Tribunal de Justiça firmaram um termo de cooperação para aquisição dos equipamentos. Os recursos da Justiça, de cerca de R$ 6,2 milhões, devem garantir a compra de aproximadamente duas mil câmeras. A previsão é de todas entrarem em operação até o final deste ano em todos os batalhões de polícia.

 

O ato, nesta sexta-feira, 4, Centro de Ensino da Polícia Militar, em Florianópolis, foi acompanhado pelo governador Eduardo Pinho Moreira. O termo foi assinado pelo presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Rodrigo Collaço,  corregedor-geral da Justiça, Henry Petry Junior, secretário de Segurança Pública, Alceu de Oliveira Pinto Júnior, e comandante-geral da Polícia Militar, coronel Araújo Gomes.

 

“A iniciativa representa o aperfeiçoamento do exercício de uma atividade importante para Santa Catarina e para o Brasil, que é o trabalho da polícia. O Tribunal de Justiça foi ágil, e é isso que precisamos. Burocracia pública tem que ser superada. Essa parceria vai trazer muito mais qualidade no atendimento e segurança jurídica. Tudo isso proporcionando ao Estado um estágio avançado à frente do combate à criminalidade”, disse o governador ao ressaltar que Santa Catarina está diminuindo consideravelmente os índices de crimes. Conforme Eduardo Pinho Moreira, o resultado é fruto de operações policiais e a ajuda da evolução tecnológica.

 

 

Tecnologia

 

 

A tecnologia já está em fase de teste em Santa Catarina. O coronel Araújo Gomes informou que o número de câmeras é suficiente para que ao menos um aparelho seja usado por patrulha em cada turno no Estado. “Serão gravadas todas as interações entre o policial e o cidadão. Vai melhorar a qualidade das provas coletadas nas ações e, ainda, proteger o policial contra falsas acusações que acabam comprometendo as prisões”, relatou.

 

“Nos sentimos honrados em contribuir com o Estado. Essa tecnologia vai garantir uma proteção maior para os policiais e para quem é abordado. E, futuramente, quando o juiz for analisar a prova também. Ganham todos, pois teremos processos judiciais amparados em uma prova muito importante, que é o momento do fato”, apontou o presidente do Tribunal de Justiça.

 

Funcionamento

 

O coronel Araújo Gomes informou que, em todas as cidades, o policial grava ao longo do serviço as ocorrências, fazendo ele mesmo o acionamento do equipamento. As imagens serão encaminhadas a um servidor central e ficam acessíveis para polícia e para requisições do Judiciário e do Ministério Público. “É mais uma grande conquista e um avanço muito importante para a Segurança Pública”, afirmou o secretário de Segurança Pública.

 

Modelo para o Brasil

 

O governador do Estado de Rondônia, Daniel Pereira, acompanhou o ato. Salientou que Rondônia executa alguns projetos desenvolvidos por Santa Catarina, e citou como exemplo o PMSC Mobile. “Viemos buscar junto ao governo catarinense o sistema de administração de pessoal. SC vem fazendo um trabalho para se tornar o melhor estado em termos de tecnologia, não só do Brasil, mas de toda América Latina, se equiparando com potencial como dos Estados Unidos. E nós temos feito boas cópias do que é feito aqui. Com certeza, na próxima semana já estaremos batendo à porta do Judiciário para implantar este modelo de câmeras”, destacou.

 

Comemoração

 

 

Ainda no Centro de Ensino da Polícia Militar, nesta manhã, foram realizados atos de promoção de policiais com entregas de condecorações e homenagens e foi deflagrada a Operação 24/1000. O evento comemora os 183 anos da Polícia Militar de Santa Catarina.

 

“Vivemos em um momento importante no nosso país. Precisamos de disciplina e de bons exemplos para que possamos servir mais e melhor. Por isso, temos orgulho da Polícia Militar, que nestes 183 anos tem mostrado à população catarinense que vivemos em um Estado seguro e que continuará desta forma. Parabéns pela coragem que vocês demonstram a cada dia. Santa Catarina tem orgulho da Polícia Militar”, afirmou o governador Eduardo Pinho Moreira, que foi agraciado com a medalha mérito policial militar Coronel Lopes Vieira. A honraria é destinada a pessoas que trabalham em prol da corporação ou da coletividade.

 

''Ao comemorarmos esse aniversário de 183 anos, celebramos a dedicação e o comprometimento de cada policial militar. Homens e mulheres que corajosamente colocam a vida em risco para proteger pessoas, patrimônios, interesses públicos e bens inestimáveis. Mas o destaque da coragem de cada um não limita a atuação da corporação. No âmbito da gestão, a PM não mede esforços para avançar nas questões tecnológicas como o sistema PM SC Mobile e inovação de novos trabalhos de prevenção como a rede de vizinhos, a rede Catarinas, Rede de Segurança Escolar, Somando-se a iniciativas como a do Proerd, que completa 20 anos no estado, tendo formado mais de 1,2 milhão de jovens. No âmbito operacional, as ações dos batalhões espalhados por toda SC, em parceria com os demais orgãos da Segurança Pública, têm apresentado uma destacada vitória sobre a criminalidade, com índices não encontrados em outros estados brasileiros'', acrescentou Alceu de Oliveira, que também foi homenageado com a medalha do mérito policial militar Coronel Lopes Vieira.

 

Operação 24/1000

 

A Operação 24/1000 envolve mil policiais que farão, por 24 horas, policiamento ostensivo e preventivo em toda a Grande Florianópolis. O coronel Araújo Gomes enfatizou que a operação mostra o tamanho, o poder, a capacidade de mobilização e o operacional da corporação.

 

“Vamos mostrar que aqui a crimilidade não terá lugar fácil”, finalizou o governador.

 

Operações vão continuar

 

Ainda segundo Alceu de Oliveira, a SSP vai continuar com operações para a diminuição da violência, com projeção de trabalho com uso de tecnologia, inteligência e inovação para evitar futuros crimes.

 

Além da atuação das forças de segurança, o secretário destaca a parceria com outros setores, como o da Assistência Social, para a prevenção e mudança de realidade nas comunidades, especialmente as mais vulneráveis à violência. “Depois da atuação policial pacificando alguns conflitos, é fundamental esse trabalho de capacitação das comunidades para que as novas gerações fiquem afastadas do crime”, conclui.

 

GOVERNO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA

Avenida Governador Ivo Silveira, nº  1521
Capoeiras  - Florianópolis-SC  - CEP: 88.085-000.

Atendimento ao Público: 13h às 19h.

 Fone: (48) 3665-8100 - Email: gabinetesecretario@ssp.sc.gov.br

2018 SSP/SC. Desenvolvido por DTIC - Divisão de Tecnologia da Informação e Comunicações.

Search