Florianópolis (18.07.2017) -  – Santa Catarina aparece na 26ª posição como o segundo Estado mais seguro para a mulher viver. É o que aponta o levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) com dados de 2015. De acordo com a pesquisa, a taxa de mortes no estado foi de 2,8 mortes para cada grupo de 100 mil mulheres. São Paulo é o estado com a menor taxa, de 2,4 mortes para cada 100 mil.

 

Roraima é o estado brasileiro mais violento para as mulheres com uma taxa de 11,4 mortes. No geral, a proporção de mulheres assassinadas tem crescido nos últimos anos. Segundo o estudo, a taxa de homicídios entre mulheres saltou 7,5% entre 2005 e 2015. No outro extremo do mesmo indicador aparece Maranhão, que teve um aumento de 124,4% na taxa de assassinatos de mulheres.

 

A posição de destaque de Santa Catarina deve-se ao trabalho integrado das forças de Segurança e dos movimentos em defesa das mulheres vítimas de violência.Segundo a Delegada Patrícia Zimmermann D’Ávila, Coordenadora das Delegacias de Atendimento à Mulher, Crianças, Adolescente e Idoso, DPCAMIs, “é preciso discutir o respeito às mulheres nas escolas. A educação é fundamental”, concluiu.

 

Veja o ranking dos estados mais violentos para as mulheres:

 

GOVERNO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA

Avenida Governador Ivo Silveira, nº  1521
Capoeiras  - Florianópolis-SC  - CEP: 88.085-000.

Atendimento ao Público: 13h às 19h.

 Fone: (48) 3665-8100 - Email: gabinetesecretario@ssp.sc.gov.br

2017 SSP/SC. Desenvolvido por DTIC - Divisão de Tecnologia da Informação e Comunicações.

Search