(05.03.2020) A Polícia Civil de Santa Catarina realiza nesta quinta-feira (05) a Operação “Marias”, em Santa Catarina. A ação tem como objetivo o cumprimento de mandados de prisão e de busca e apreensão de autores de crimes cometidos com o emprego de violência doméstica e familiar contra a mulher. Também estão sendo fiscalizadas medidas protetivas de urgência concedidas a estas vítimas pela Justiça.

A operação é idealizada pelo Conselho Nacional dos Chefes de Polícia (CONCPC), tem o apoio do Ministério da Justiça e ocorre em vários Estados do país. Pela manhã, dados parciais indicavam que ao menos cinco pessoas haviam sido presas, sendo uma delas em flagrante, em Palhoça, por descumprimento de medida protetiva. Estão sendo realizadas ações em 11 cidades catarinenses.

“Estamos intensificando todos os dias e agindo na proteção da mulher. A Polícia Civil e a Segurança Pública de Santa Catarina não admitem que a mulher seja vítima de agressões e tem que respeitar”, assinala o presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial e Delegado Geral da Polícia Civil em SC, Paulo Koerich.

As autoridades reforçaram o papel das vítimas em denunciar este tipo de crime à polícia e também os descumprimentos das ordens judiciais pelos agressores. “Decretada a medida protetiva, que as mulheres informem à Polícia Civil qualquer descumprimento ou ação que seja praticada contra quem aquela medida foi decretada para que nós possamos mais uma vez entrar em cena e preservar a sua vida”, observou o presidente do Colegiado.

 

WhatsApp Image 2020 03 05 at 12.29.42

 A Coordenadoria das DPCAMIs (Delegacias de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso) foi a responsável por organizar a operação em Santa Catarina. Para a coordenadora das DPCAMIs, delegada Patrícia Zimmermann D’Ávila, esta ofensiva mostra que a Polícia Civil está nas ruas atuando forte no combate à violência contra as mulheres. Mais de 100 policiais civis estão mobilizados. “Estamos intensificando essas ações e vamos continuar agindo para reduzir os crimes contra a mulher e também para que a população veja que existem maneiras de se evitar esses crimes por meio das denúncias e das representações à polícia”, afirma a delegada.

Segundo o delegado da 6ª DPCAMI, Gustavo Kremer, dois homens foram presos em flagrante na semana passada em Florianópolis a partir do relato das vítimas, na delegacia. “É importante frisar que precisamos da participação da mulher. Além de fazer o registro do BO (Boletim de Ocorrência), ela tem que ficar em contato com a Polícia Civil para comunicar qualquer descumprimento da medida protetiva e para que possamos novamente entrar em ação”, ressalta o delegado. O disque denúncia da Polícia Civil é o 181 e o WhatsApp (48) 98844-0011.

WhatsApp Image 2020 03 05 at 07.18.15 1

 

WhatsApp Image 2020 03 05 at 12.30.40

WhatsApp Image 2020 03 05 at 07.27.16

WhatsApp Image 2020 03 05 at 09.03.57 1

 

Texto e fotos: Polícia Civil de Santa Catarina

GOVERNO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA

CENTRO ADMINISTRATIVO DA SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA DELEGADA DE POLÍCIA LÚCIA MARIA STEFANOVICH

Avenida Governador Ivo Silveira, nº  1521 - Capoeiras  - Florianópolis-SC  - CEP: 88.085-000.

Atendimento ao Público: 13h às 19h.

 Fone: (48) 3665-8100 - Email: direcaogeral@ssp.sc.gov.br

2019 SSP/SC. Desenvolvido por DTI - Divisão de Tecnologia da Informação

Search