DICAS

 

(21.02.2020) A Polícia Civil reforça orientações para combater os crimes de importunação sexual. Segundo a coordenadora das Delegacias de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMIs) em Santa Catarina, delegada Patrícia Zimmermann D’Ávila, paquerar é válido, mas agarrar ou passar a mão sem que a outra parte queira pode caracterizar o crime de importunação sexual.

A delegada alerta que o beijo roubado e lascivo caracteriza crime. Portanto, se você passar por isso procure uma Delegacia de Polícia e registre um Boletim de Ocorrência. A importunação sexual está prevista na lei 13.718/18, sendo caracterizada pela realização de ato libidinoso na presença de alguém de forma não consensual, com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro.

 

Texto e arte
Assessoria de Comunicação
Polícia Civil

GOVERNO DE SANTA CATARINA
SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA

CENTRO ADMINISTRATIVO DA SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA DELEGADA DE POLÍCIA LÚCIA MARIA STEFANOVICH

Avenida Governador Ivo Silveira, nº  1521 - Capoeiras  - Florianópolis-SC  - CEP: 88.085-000.

Atendimento ao Público: 13h às 19h.

 Fone: (48) 3665-8100 - Email: direcaogeral@ssp.sc.gov.br

2019 SSP/SC. Desenvolvido por DTI - Divisão de Tecnologia da Informação

Search